A Realidade Virtual no seu melhor. Não há cá enjoos ou movimentos limitados por cabos. É ação pura e dura, com muita emoção. Antes da sua inauguração (a 18 de Dezembro), experimentei o jogo Zombie Survival no Zero Latency e, garanto: matei muitos... e diverti-me muito mais do que esperava!

Quando recebi o convite por email tentei ignorá-lo. Realidade virtual não é ‘my cup of tea’, nem os jogos de ação e tiros. E mais: tenho pavor a zombies!! Sim, fazem-me impressão. Enfim, tudo conjugado, este era um convite a declinar definitivamente. Mas uma chamada telefónica e lá, com um bocado de resistência, acabei por ceder e aceder. E ainda bem!

No dia marcado, lá fui eu sem saber bem o que me esperava. Em grupos de 6 fomos sendo iniciados nessa aventura de exterminar zombies pelo bem da nossa sobrevivência. Um briefing, o ritual dos equipamentos (mochila, óculos de realidade virtual, auscultadores) e, de seguida, uma sala de 225 metros quadrados toda revestida a preto onde as nossas armas nos esperavam alinhadas num canto. Instruções finais e… fez-se magia! De um momento para o outro estávamos num galpão. Ali, tínhamos de proteger e manter as barreiras que nos separavam dos zombies. Eles tentavam destruí-las e nós nos dedicávamos a reconstruí-las e, claro, a exterminar os zombies. Pelo nosso próprio bem!

No momento em que a ação começa já não pensamos em mais nada: apenas no que fazer para não nos apanharem! Foram 15 minutos que voaram. O jogo normal tem 30 minutos de duração e tenho a certeza de que saberiam igualmente pouco. Muita ação, movimento e emoção, numa experiência realmente imersiva.

Vamos aos detalhes

O espaço de jogo não tem paredes físicas. Os jogadores podem andar, correr e lutar em diferentes cenários virtuais e em sucessivos níveis do videojogo Zombie Survival. Este jogo será o primeiro a estar disponível em Portugal.

Cada jogador leva consigo uns óculos de realidade virtual baseados em OSVR, uma pequena mochila às costas com um computador AlienWare e uma arma simulada impressa em 3D. O equipamento não chega aos 3 quilos. É fácil de levar e mover-se com agilidade.

O jogo conta com um sistema de rastreamento que inclui um conjunto de câmaras que segue os movimentos dos participantes, envia um sinal aos servidores que o processa e o devolve ao computador que os jogadores levam às costas. É nessa altura que a imagem é renderizada e reproduzida nos óculos de realidade virtual. E tudo em tempo real e com uma latência zero (diferença de tempo entre o que faz um jogador e quando o vê). É daqui que vem o nome do Zero Latency.

Zero Latency e os seus jogos

A Zero Latency abre as suas portas ao público no Dolce Vita Tejo na próxima segunda-feira, dia 18 de Dezembro. Portugal é o segundo país europeu a sediar este centro de entretenimento virtal (Espanha foi o primeiro) e o quinto no mundo, depois do Japão, Estados Unidos e Austrália.

O centro no Dolce Vita vai arrancar com o jogo Zombie Survival e depois serão adicionados mais jogos. A nível internacional estão, neste momento, disponíveis 5 títulos: Zombie Survival, Outbreak, Origins, Singularity e o Engineering. Os jogos Engineering e Singularity acabam de vencer, respectivamente, em Orlando, o primeiro e segundo prémios Brass Ring Best New Product, na categoria de jogos e dispositivos, atribuídos pela Associação Internacional de Diversões e Atrações (IAAPA). Os prémios IAAPA  Brass Ring Awards destinam-se a premiar as proezas e a excelência da indústria internacional de entretenimento.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Preços, idades, horários, reservas on-line

O horário de funcionamento será de 2ª a 5ª feira, das 14h às 22h, e na 6ª das 14h às 23h. No sábado estará aberto das 11h às 23h e no domingo das 11h às 22h. A idade mínima para participar na experiência imersiva de realidade virtual é de 13 anos. O preço por pessoa por uma hora de sessão é de 24,95€ (o tempo de jogo é de aproximadamente 30 minutos). Além das bilheteiras no centro, será também possível comprar bilhetes on-line, através do site da Zero Latency, onde pode escolher o dia, a hora, número de pessoas e proceder ao pagamento.

Este espaço poderá igualmente ser reservado por empresas e grupos para reuniões, eventos, apresentações, etc.