Os módulos são uma tendência. Não sei se são uma tendência que veio para ficar, mas certamente vieram lançar novas ideias no universo das tecnologias em geral. O G5 é o único smartphone modular do mercado e eu experimentei-o. Ora vejamos.

Uma palavra para começar. Gosto de pioneiros, daqueles que arriscam e tentam ir por novos caminhos. E por este motivo adorei a oportunidade de experimentar o LG G5.

 

AS PRIMEIRAS IMPRESSÕES

Minimalista e elegante, o design do G5 é discreto. Não faz o coração bater mais rapidamente, mas também está longe de ser desagradável. Tem o corpo em alumínio mas o tratamento que este material recebe faz com que não tenha o toque frio do metal.

O botão que o liga e desliga está situado na parte traseira do dispositivo. Este também funciona como leitor de impressão digital. É fácil de operar, assim como o botão que aumenta e diminui o volume, que está situado na lateral esquerda do smartphone. Sou canhota e esta posição agradou-me especialmente.

O primeiro aspeto realmente agradável do G5 é o de manter as horas e as notificações sempre visíveis no ecrã. Recorre a uma baixa luminosidade para que o consumo de bateria não seja demasiado. À luz natural pode ficar menos visível, mas ainda assim é um ponto positivo. No uso normal, por sua vez, ecrã de 5.3 polegadas apresenta cores vivas e muito boa definição, mesmo ao sol.

O facto de ser um smartphone modular não afeta o seu aspeto externo. A não ser com a utilização de um módulo em especial. Mas disso já falamos.

EM ACÇÃO

O G5 tem tudo o que um topo de gama requer. Além do ecrã de alta definição, conta com um processador (Qualcomm Snapdragon 820) que o faz extremamente rápido e eficiente, mesmo quando se está a jogar ou a recorrer às funcionalidades mais exigentes.

Mas a estrela deste dispositivo é a sua câmara e, em especial, a sua grande angular com uma amplitude de 135 graus. Este smartphone possui uma câmara traseira dupla, que permite optar pelo modo standard ou grande angular. Os fotógrafos mais ambiciosos, se preferirem, podem usá-la em modo manual, a controlar cada detalhe da imagem. A câmara é também capaz de gravar vídeos com resolução 4K.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O LG G5 conta ainda com um bom áudio e um leitor de impressão digital rápido e eficiente. A sua bateria é de 2800 mAh e o dispositivo possui porta USB tipo C, que assegura um rápido carregamento. O armazenamento é de 32GB e há entrada para cartão de memória para até 2TB.

Este slideshow necessita de JavaScript.

OS MÓDULOS

O que faz este smartphone diferente dos demais é a sua capacidade de trocar, acrescentar ou retirar módulos. Uma vantagem, por exemplo, no que diz respeito à bateria, que pode ser trocada rapidamente por uma nova sem que seja preciso esperar que carregue. É fácil abrir o equipamento para encaixar os módulos, mas um pouco mais difícil desencaixar a bateria.

Atualmente, no entanto, ainda há poucos módulos a acrescentar ao G5, que conta essencialmente com mais 2 alternativas além das baterias. É possível, por exemplo, encaixar no dispositivo um controlador externo para a câmara fotográfica, que facilita o seu manuseamento e dá-lhe também mais bateria. O aspeto menos positivo é que este módulo faz com que a base do smartphone fique mais espessa do que o resto do seu corpo. Outro módulo disponível é o criado pela B&O, que proporciona uma saída de alta fidelidade para headphones. Convém lembrar que os módulos são comprados à parte.

Esta diversidade ainda limitada leva a que, pelo menos por enquanto, esta versatilidade do G5 não seja por si só uma característica extremamente apelativa.

Mas o LG G5 conta com outros acessórios, denominados ‘Friends’ (amigos) pela marca, que não são desenhados para encaixar no smartphone. É o caso dos óculos de Realidade Virtual e da câmara de 360 graus. Desta última falarei muito em breve pois estou experimentá-la.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

PARA ENCERRAR

O LG G5 é um topo de gama com tudo o que tem direito, eficiente e eficaz, com uma excelente câmara. O aspeto da modularidade ainda tem um caminho a percorrer. Mesmo assim, arriscar e inovar é sempre positivo.

LG G5