Não nasci para comprar à distância. Só mesmo livros ou produtos que já conheça. É que preciso ver as coisas de perto, tocá-las, sentir a sua textura, ver bem as cores, e, se fizer sentido, até cheirá-las. Experimentar os headphones h.ear on MDR-100AAP, da Sony, só reforçou esta minha convicção. Quer saber o por quê?

Auscultadores h.ear on MDR-100AAP. Linha Hear Your Colours, da Sony

PRIMEIRAS IMPRESSÕES

Nada é o que parece até que haja provas em contrário. As estrelas de Hollywood, as comidas das fotografias das revistas, e aquela casa linda do site imobiliário são alguns exemplos. Só mesmo ao pé conseguimos comprovar se realmente valem o que valem, se são mesmo bonitas, interessantes, saborosas ou agradáveis. Se isso é certo, o contrário também: podemos ser surpreendidos de forma inversa. Ou seja, algo que à distância julgamos fraco ou ‘bonzinho’, por ser muito melhor quando o temos nas mãos.

Tudo isso para dizer que até achava os headphones h.ear on MDR-100AAP, da Sony, engraçados. Gosto de coisas coloridas, com formas diferentes e produtos com aspeto descontraído. Foi o que me levou a experimentá-los. E tenho de confessar: fui totalmente surpreendida. Tê-los nas mãos fez toda a diferença. Ao abrir a caixa deparei-me com um equipamento de aspeto muito superior ao esperado. O design engraçado fica muito melhor com o toque metalizado que não se nota bem nas fotografias. A superfície escovada e o acabamento de qualidade tornam tudo mais sólido e bonito.

NA CABEÇA

Na hora de os pôr, o design fez mais sentido. O facto de serem ligeiramente ovalados permite o encaixe perfeito à volta da orelha. Para além de conforto, isolam o som dos auscultadores para o exterior e vice-versa. Já experimentei isolamento mais hermético, mas nunca com o mesmo conforto. O encaixe é suave, e por não serem demasiado pesados apetece ficar a ouvir música por muito mais tempo do que o pretendido.

EM AÇÃO

Paco de Lucia estava em palco (ou melhor, no álbum En Vivo*, gravado, como diz o nome, ao vivo). Ouvia-se acordes isolados e o silêncio expectante do público. Tudo com muita clareza. Os seus dedos deslizavam nas cordas da guitarra flamenca e a música envolvia-me. Uma reprodução feita num equipamento de alta resolução, que o head.on manteve-se fiel à qualidade. O som é equilibrado e sem sobressaltos. E a utilização do equipamento não traz problemas ou dificuldades.

PARA TERMINAR

Os h.ear on são pensados para nos acompanharem para todo o lado. São dobráveis e trazem uma bolsa para quando não se pretende levá-los postos. O fio é desenhado para não se enredar e traz na parte superior um botão que permite atender a chamadas e desligá-las.

Este é um dispositivo que se encontra numa gama média de preço. Não sendo extremamente baratos, tão-pouco estão entre os mais caros do mercado. Todo o equilíbrio entre conforto, qualidade de som, design e uma mão cheia de opções cores capazes de agradar desde os mais irreverentes aos mais clássicos, fazem deste um produto muito interessante.

Este slideshow necessita de JavaScript.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

  • Compatibilidade com áudio de alta resolução
  • Compatível com smartphone com telecomando e microfone incorporados
  • Diafragma HD de 40 mm, tipo cúpula (bobina de voz CCAW), para uma gama dinâmica
  • As cúpulas do diafragma revestidas a titânio minimizam a distorção
  • Resposta em frequência (HZ) – 5-60 000 Hz
  • Comprimento do cabo – Aprox. 1,2 m

PARA OUVIR O QUE EU OUVI (só que eu utilizei um equipamento de alta resolução)