Para quem, como eu, até agora só tinha experimentado para o blog colunas portáteis, esta é uma grande evolução. Aqui vou contar o que achei da Sony MHC-V7D, uma coluna que sozinha faz a festa.

Estávamos frente a frente e um frio percorreu-me a espinha. “Isso é demais para mim!”, pensei. Uma coisa é experimentar colunas que cabem na palma da mão, que conectamos via de Bluetooth ou através de um simples jack e já está. Outra coisa é uma coluna que me dá quase pela cintura, tem aspeto robusto e várias opções de uso. Mas ela já cá estava e a curiosidade era mais que muita. Assim, lá se foi o medo, dando lugar ao sentido de aventura.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

CORAGEM, É MAIS FÁCIL DO QUE PARECE

Com uma ajudinha tirei a coluna, o comando e as instruções da caixa. Bastou ligar o único cabo que trazia (ligação à eletricidade) e ela ganhou vida.

Na verdade, a Sony MHC-V7D é mais do que uma coluna, é um sistema de áudio doméstico de alta potência. Quer isto dizer que quase tem vida própria. Tem leitor de CD/DVD e sintonizador de rádio. Se isto não é suficiente para você (para mim não é), possui também duas entradas USB para conectar uma pen de armazenamento, um mp3 ou outra fonte de música, ou ainda copiar e transferir músicas de um CD para o dispositivo que estiver ligado à entrada USB.

Mas, na minha opinião, o melhor do que tudo isso é o facto deste sistema de áudio ter conectividade Bluetooth fácil com NFC de um só toque. E foi por aí que dei início ao meu teste.

App para Sony MHC-V7D. Um sistema de áudio que é uma festa

 

QUE A FESTA COMECE!

Fiz download das aplicações SongPal e Fiestable e emparelhei o equipamento com o meu smartphone. Tudo muito fácil e intuitivo. As minhas músicas ganharam uma nova dimensão, encheram a sala e alcançaram graves poderosos. Isto deveu-se à distribuição de cinco colunas de três vias. O que é isto? Eu explico: são dois tweeters inclinados para fora, dois médios inclinados para trás e um woofer a levar o som por uma área ampla. Um som potente, contagiante, excelente para uma festa, mas talvez não suficientemente límpido para um melómano.

A reprodução das músicas pode ser controlada no equipamento ou no smartphone através da app. E qual delas a mais divertida. No equipamento a mudança de faixas, o volume e os efeitos são comandados por simples gestos. Sem a necessidade de tocar no equipamento. No smartphone com simples deslizares de dedo podemos fazer o mesmo talvez com mais desenvoltura até. Da mesma maneira, conseguimos controlar as luzes: a cor que preferimos, por onde saem (em direção ao piso, ao teto, à parede, tudo ligado ao mesmo tempo ou tudo apagado), e em forma de linhas ou pontos a sincronizar com a batida da música.

E, para dinamizar a festa, é possível ligar mais do que uma fonte de música (até 3) e fazer com que toquem em cadeia.

Sony MHC-V7D. Um sistema de áudio que é uma festa

 

OS FILMES, O FUTEBOL E OS JOGOS

Mas nem só de música vive o sistema Sony MHC-V7D. É possível liga-lo à TV, a uma consola ou ao computador e tirar mais partido dos filmes, dos jogos e dos programas de desporto. Neste último caso, a opção ‘narrador off’ sensibilizou-me em especial. Em casa, passo a vida a ouvir queixas sobre os comentadores tanto do futebol como dos desportos automóveis. Com esta opção eles desaparecem e fica o som do estádio ou do autódromo. É melhor não ouvi-los, ainda que a sua ausência deixe o som um pouco desequilibrado.

 

PARA TERMINAR

O sistema de áudio surpreendeu pela sua versatilidade e, ao mesmo tempo, simplicidade. É um equipamento jovem, que prima pela potência e pelo ambiente festivo. É um equipamento realmente destinado para animar ambientes e dar mais dramatismo no caso de jogos e filmes. Por último, o preço: 690,01 euros.