Acho que as ideias de maior impacto são aquelas que parecem as mais simples. Como é que ninguém pensou no papel de parede magnético? Tão simples e ao mesmo tempo com todas as possibilidades em aberto, como uma folha de papel em branco ou uma tela por pintar.

Esta é uma criação do arquitecto e designer Luis Pons, sediado em Miami, e se enquadra no estudo que leva as iniciais do seu gabinete LPDL (Luis Pons Design Lab). É a descoberta do lado extraordinário dos objetos do dia-a-dia, a pensar no que acontece quando se reinterpreta peças simples em novos contextos.

Os painéis magnéticos são cobertos com uma malha metálica que pode ser utilizada livremente, ganhando novas formas e expressões. Perfeito.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotografias Luis Pons / Stephan Goettlicher